Revista

Home / Revista

Normas para publicação de artigos e livros

A revista situar-se-á dentro da experiência de fé pentecostal e reunirá textos de pesquisadores, professores e estudantes que se ocupam com a área preferencial de Teologia e questões interdisciplinares em diálogo com a Teologia. Assim, objetiva-se divulgar a produção teológica e apresentar resultados de pesquisas que abordem temas pertinentes ao contexto pentecostal e teológico brasileiro. Isto em constante diálogo com outras tradições teológicas, de modo a divulgar o conhecimento teológico comprometido, sobretudo, com a dignidade humana, a prática da justiça e a divulgação do pentecostalismo.

No que diz respeito aos artigos, devem seguir as seguintes normas:

  1. O texto em arquivo eletrônico deverá ser submetido no site da REPAS revista.repas.com.br, em formato Word ou PDF.
  2. Os artigos serão avaliados pelo Conselho Editorial da REPAS e serão selecionados pelos critérios de relevância acadêmica, qualidade redacional e metodológica, podendo ser devolvidos aos autores para as devidas correções ou ainda serem rejeitados caso não cumpram as normas aqui estabelecidas.
  3. Os artigos selecionados serão publicados após aprovação da diretoria do CEC/CGADB.
  4. O texto deve ser digitado com espaçamento 1,5, recuo de 1,5 cm na primeira linha dos parágrafos, fonte Times New Roman 12, justificado e com todas as margens 2,5. O artigo deve ter no mínimo 07 e no máximo 12 páginas, incluindo notas e referências.
  5. A primeira página deve conter o título do artigo em caixa alta; o nome do autor no canto direito, seguido de uma nota de apresentação, identificado em nota de rodapé por suas credenciais: titulação, cargo e instituição.
  6. A seguir, constar um resumo de, no máximo 120 palavras em português e inglês (abstract) e com cinco palavras-chave, também em português e inglês, em fonte tamanho 12.
  7. O conteúdo do texto deve ser dividido em tópicos e, eventualmente, em subtópicos, em negrito, sem recuo de primeira linha. Os tópicos do desenvolvimento são de livre atribuição nominal do autor e devem ser obrigatoriamenteantecedidos pela “introdução” e seguido pelas “considerações finais” e a lista de “referências”.
  8. Todas as indicações de referências utilizadas no corpo do texto deverão vir em nota de rodapé no sistema autor-data. Não deverão ser utilizadas expressões latinas, tais como idemibidemopus citatumem caso de repetição de referência.
  9. Na primeira menção, a referência será completa, isto é, mencionará, na ordem, sobrenome do autor em maiúscula, pré nome do autor, obra em itálico, local, editora, data e página. Exemplo: MUZIO, Rubens. O DNA da liderança cristã. São Paulo: Mundo Cristão, 2007. p. 171. Nas indicações seguintes do mesmo autor e obra, mencionam-se o sobrenome do autor em maiúsculas, a data da obra e a página. Exemplo: MUZIO, 2007, p. 171.
  10. Para citação de revistas segue o modelo: BRANDENBURG, Laude Erandi. O ensino religioso na escola pública estadual: o difícil exercício da diferença. Azusa Revista de Estudos Pentecostais, Joinville, ano 4, n. 1, p. 78-98, 2005.
  11. As citações diretas com mais de três linhas situam-se a 4 cm da margem da esquerda, em letra fonte 10, sem aspas, em espaços simples. As citações de até três linhas são inseridas no texto e exigem o uso de aspas duplas. Quando ocorrer citação dentro de citação, aquela leva aspas simples.
  12. Toda e qualquer citação deve corresponder a um item na lista de Referências. A citação direta deve reproduzir fielmente o original.
  13. A lista de referências, no final do texto, deverá seguir a seguinte formatação: fonte Times New Roman tamanho 12, espacejamento entrelinhas simples, alinhamento à esquerda, espacejamento entre parágrafos no modo automático. Somente deverão ser listadas as referências que foram efetivamente indicadas no corpo do texto.
  14. O envio de artigo implica imediatamente na cessão dos direitos autorais à revista da REPAS.
  15. Artigos não conformados com o objetivo da REPAS e/ou às normas de apresentação especificadas serão devolvidos para a devida adequação pelos seus autores ou rejeitados, sem prévia comunicação